O Mundo em Movimento http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br O blog O Mundo em Movimento tem a pretensão de falar sobre vários assuntos, além do mundo do automóvel. Wed, 24 May 2017 14:39:24 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 Estudo indica as motos menos depreciadas em 2017 http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/24/estudo-indica-as-motos-menos-depreciadas-em-2017/ http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/24/estudo-indica-as-motos-menos-depreciadas-em-2017/#respond Wed, 24 May 2017 14:39:24 +0000 http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/?p=7608 – Selo Maior Valor de Revenda homenageia as motos que menos perderam valor depois de um ano de uso 

As motos menos depreciadas do mercado brasileiro receberão nesta sexta-feira (26) a Certificação Maior Valor de Revenda 2017, em evento em São Paulo que vai reunir dirigentes dos setores de produção e distribuição e entidades que representam a indústria de veículos de duas rodas.

O Selo Maior Valor de Revenda é resultado do Estudo de Depreciação de Veículos da Agência Autoinforme, feito com base na cotação de preços da Molicar e outras tabelas de preços do mercado. Ele indica as motos que obtiveram os menores índices de depreciação depois de um ano de uso, quer dizer: as motos usadas que menos perderam preço na hora da revenda.

Feito em parceria com a Textofinal de Comunicação, o prêmio faz parte do tripé Selo Maior Valor de Revenda, que já homenageia os setores de Carros e Veículos Comerciais. A premiação para o setor de duas rodas é feita pela segunda vez este ano.

O estudo compara os preços realmente praticados no mercado das motos vendidas no primeiro trimestre de 2016 com a mesma moto usada, um ano depois. A diferença entre eles é o índice de depreciação, que determina os ganhadores do Selo.

“O setor de motos aguarda com expectativa o resultado do Estudo, pois trata-se de um indicador importante no ponto de vista comercial e de marketing, uma vez que o valor de revenda é um dos atributos mais considerados pelo consumidor na hora da compra”, disse Luiz Cipolli Junior, coordenador do Estudo de Depreciação da Autoinforme.

Cipolli alertou que, na média, houve uma redução da depreciação das motos neste ano, provavelmente como resultado da crise, que provocou uma migração de consumidor do mercado de novos para o mercado de usadas. “Com isso – explicou – as motos usadas, principalmente as seminovas, tiveram um aumento do interesse do consumidor, o que provocou a sua valorização”.

O Estudo considerou 138 motos, fabricadas no Brasil e importadas, reunidas em 17 categorias. A moto menos depreciada de cada categoria vai receber a certificação e a moto mais valorizada de todo o mercado receberá o troféu de campeã geral do o trofeu de campeã geral do Selo Maior Valor de Revenda 2017.

Essas são as categorias: 50cc, Big Trail até 800cc, Big Trail acima de 800cc, Crossover, Custom acima de 800cc, Custom até 800cc, Motoneta, Naked até 800cc, Naked acima de 800cc, Scooter acima de 200cc, Scooter até 200cc, Sport acima de 800cc, Sport até 800cc, Street, Touring, Trail, Clássica.

O índice de depreciação é relativo à diferença de preço entre a moto zero quilômetro vendida em 2016 (preço praticado) e a mesma moto com um ano de uso, cotada em 2017, sempre tendo como referência o primeiro trimestre do ano.

A moto – assim como os demais veículos automotores – é um dos raros bens de consumo que continua valorizado depois de sair da loja. E a manutenção do seu valor depende de vários fatores, como valores intrínsecos (o carisma da marca) e os valores objetivos, como a existência de uma boa rede revenda, facilidade no atendimento, manutenção fácil e barata, facilidade de operação junto à rede independente de oficinas, liquidez na hora da revenda etc.

Como conquistar um bom valor de revenda? Valorizando a usada, pagando mais que a concorrência na troca da moto usada da própria marca por uma OK e atender bem o cliente, dando feedback, resposta a pedidos e reclamações, resolvendo imediatamente os problemas apresentados, enfim, implantando um sistema eficaz de comunicação com o cliente.

]]>
0
Audi muda toda a linha até 2018 http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/23/audi-muda-toda-a-linha-ate-2018/ http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/23/audi-muda-toda-a-linha-ate-2018/#respond Tue, 23 May 2017 12:18:59 +0000 http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/?p=7598 E mostra supermáquinas, como o R8 Coupé V10 plus de R$ 1.170.000,00


O novo presidente da Audi do Brasil disse que a empresa vai renovar todo o seu portfólio no Brasil até 2018. Johannes Roscheck falou durante o evento Audi Drive Experience, na semana passada, quando foram apresentados os novos RS6 Avant e RS7 com o pacote Performance e do superesportivo R8 V10 Plus.

Nos próximos meses chegam o RS3 Sportback e o RS3 sedã, que tiveram o motor de cinco cilindros de 2.5 turbo modificado para gerar 400 cv de potência (o antecessor era de 367 cv). Ainda este ano, chegam as novas gerações do sedã A5 Sportback e do utilitário esportivo médio Q5, seguidos pelos esportivos TT RS Coupé e RS5 Coupé.

No ano que vem estão programados os lançamentos do utilitário esportivo Q3 reestilizado, o R8 Spyder V10 Plus (versão conversível do superesportivo) e o inédito Q8, utilitário esportivo de luxo, mostrado como conceito no último Salão de Genebra, em março.

O executivo revelou ainda que a nova geração do sedã A8 também deverá chegar ao Brasil. O modelo será apresentado na Europa este ano como o primeiro carro com condução autônoma da Audi.

As atrações do Audi Drive Experience, evento realizado para a imprensa especializada, concessionários e clientes da marca foram o superesportivo R8 Coupé V10 plus , RS6 Avant e o RS 7 Sportback performance.

Audi R8 Coupé V10 plus – R$ 1.170.000,00
A Audi apresentou a segunda geração do seu superesportivo R8 Coupé, com motor central-traseiro V10 e um recém-aprimorado sistema de tração que asseguram um desempenho de tirar o fôlego, especialmente na versão topo de linha V10 plus, com 610 cv: a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em apenas 3,2 segundos, com velocidade máxima de 330 km/h.

O R8 Coupé V10 plus traz uma lista completa de equipamentos de série. Entre os itens de conforto e acabamento interno estão ar-condicionado automático, bancos dianteiros esportivos elétricos com ajuste pneumático, aquecíveis e revestidos de couro com costuras padrão diamante, espelho retrovisor interno com função antiofuscante automática, volante esportivo multifuncional com base plana, pedaleiras e descansa pé de alumínio e detalhes de carbono brilhante.

Já o exterior conta com acabamento das soleiras das portas e capas dos retrovisores de carbono brilhante, espelhos eletricamente ajustáveis, rebatíveis, aquecíveis e com função antiofuscante e rodas de alumínio de 20 polegadas com pneus 245/30 R20.

No quesito segurança, o R8 é equipado com airbags frontais, laterais e de cabeça, alarme, cinto de segurança com sensor de afivelamento, assistente para luz alta, faróis a laser, controle de cruzeiro, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro com câmera de ré, freios de cerâmica na dianteira e na traseira, direção dinâmica, rodas com parafusos antifurto, sistema start-stop, monitoramento de pressão dos pneus e Audi magnetic ride, que ajusta a rigidez da suspensão em frações de segundos por meio de campos magnéticos. A lista de opcionais inclui bancos estilo concha e costuras contrastantes dos bancos.

Audi RS 6 Avant – R$ 669.990,00 e RS 7 Sportback – R$ 728.990,00
Os modelos da linha RS performance são equipados com a versão mais potente do motor 4.0 V8 biturbo.

A potência foi aumentada em 45 cv, atingindo agora 605 cv com torque de 700 Nm. Um dos destaques deste motor é a função overboost, que permite ao condutor aumentar o torque temporariamente para 750 Nm entre 2.500 e 5.500 rpm. O overboost é acionado automaticamente na aceleração total quando o motor e a transmissão estiverem no modo dynamic do Audi drive select.

O desempenho dos novos RS 6 Avant e RS 7 Sportback performance fala por si: os dois modelos aceleram como superesportivos, chegando aos 100 km/h em 3,7 segundos – uma melhora de 0,2 segundo em relação aos modelos RS básicos.

Os RS 6 Avant performance e RS 7 Sportback performance são equipados de série com bancos esportivos RS e apoio de cabeça integrado. Como opcional no pacote Design RS, a Audi oferece bancos, apoio de braços, console central revestidos de couro com costuras na cor azul, além de apliques de fibra de carbono com detalhes também azuis.

O novo RS 6 Avant performance oferece entre 565 e 1.680 litros de capacidade de carga, enquanto o RS 7 Sportback performance, entre 535 e 1.390 litros. Os dois tem abertura e fechamento elétricos da tampa do porta-malas.

Ambos incluem ar-condicionado automático de quatro zonas, bancos dianteiros esportivos de couro com aquecimento e ajustes elétricos (com memória para o do motorista), espelho retrovisor interno antiofuscante automático, recepção de TV, volante multifuncional esportivo com base aplainada com revestimento de couro e ajuste elétrico, alarme antifurto, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro com câmera de ré, sistema de escapamento esportivo, direção eletromecânica dinâmica, diferencial esportivo traseiro, controle eletrônico de estabilidade, faróis full led com ajuste automático de altura, sistema de visão noturna, controle de pressão dos pneus, sistema start-stop, som Bang & Olufsen e rádio MMI Plus com sistema de navegação, MMI touch, Audi connect, Bluetooth e smartphone interface.

Entre as diferenças dos modelos, o RS 6 Avant performance traz controle adaptativo de velocidade de cruzeiro com função de parada e reinício de movimento acompanhando o veículo a frente, teto solar panorâmico, rack de teto e spoiler dianteiro. Já o RS 7 Sportback performance é equipado com DVD e teto solar elétrico.

]]>
0
Produção de bicicleta cai, mas setor está otimista http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/22/producao-de-bicicleta-cai-mas-setor-esta-otimista/ http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/22/producao-de-bicicleta-cai-mas-setor-esta-otimista/#respond Mon, 22 May 2017 20:49:01 +0000 http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/?p=7596 Baixa produção em abril foi casual; Abraciclo prevê crescimento de 20% no ano

A produção de bicicleta teve uma queda de 17% em abril, mas mesmo assim o setor está otimista. Isso porque, abril foi um mês curto, com apenas 18 dias úteis e no acumulado do ano o mercado está estável: foram 195 mil unidades neste ano contra 197 mil no ano passado.

Segundo a Abraciclo, associação dos fabricantes, o comprador de bicicleta está procurando produtos de maior valor agregado e a tendência é de crescimento na produção e vendas no segundo semestre.

Os fabricantes projetam aumento de 20% este ano, chegando a 800 mil unidades produzidas.

A frota brasileira de bicicleta é de 70 milhões de unidades e o Brasil é o quarto produtor mundial.

]]>
0
De cadeirinha, criança participa do passeio de bike http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/19/de-cadeirinha-crianca-participa-do-passeio-de-bike/ http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/19/de-cadeirinha-crianca-participa-do-passeio-de-bike/#respond Fri, 19 May 2017 18:17:15 +0000 http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/?p=7593 Em muitos países a bicicleta ocupa um importante papel no transporte urbano, usada para o trabalho e para o lazer e isso faz a indústria desenvolver acessórios, equipamentos para atender as necessidades dos ciclistas.

Você já deve ter visto imagens de pessoas andando de bicicleta, principalmente em países europeus, carregando criança na garupa ou equipada com cestos para carregar compras. Em países orientais, especialmente na China, bicicletas são usadas para o transporte de carga, no trabalho regular no dia a dia.

Com o aumento do uso das magrelas no Brasil, a tendência é o desenvolvimento de um mercado de acessórios para melhorar a mobilidade no segmento. A bici passa a ser opção para passeios entre pais e filhos, como também levar crianças para a escola.
O curioso é que uma empresa inicialmente voltada para em assessórios infantis que investiu no segmento de cadeirinhas para o transporte de crianças em bicicleta. A loja virtual O Sapo e a Princesa oferece diversas opções para ciclistas.

O mercado oferece dois tipos de cadeirinha: dianteira e traseira, de vários tamanhos para acomodar crianças de várias idades.

Há também um modelo conhecido como bike trailer, que é bem diferente de uma cadeirinha comum: trata-se de uma extensão da bicicleta, como um sidecar de moto, apartado da bicicleta e conectado a ela. Essa opção requer mais atenção dos pais porque a criança fica distante do ciclista.

]]>
0
Caminhão recolhe lixo sem motorista http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/18/caminhao-recolhe-lixo-sem-motorista/ http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/18/caminhao-recolhe-lixo-sem-motorista/#respond Thu, 18 May 2017 18:56:51 +0000 http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/?p=7589

O caminhão vai recolhendo os resíduos no trajeto previamente traçado: para diante da caçamba de entulho e os lixeiros recolhem o material. O caminhão, então, segue adiante até o próximo ponto de coleta. Esse é o procedimento de qualquer caminhão de lixo, certo? Mas o modelo FMX da Volvo não tem motorista: é um veículo autônomo que está sendo testado na mina de Kristineberg no norte da Suécia.

O projeto avalia como a automação pode contribuir para melhorar a segurança, as condições de trabalho e reduzir impactos ambientais da operação.

O caminhão de coleta de lixo autônomo da Volvo foi projetado para proporcionar uma direção segura em ambientes urbanos, inclusive ao dar a ré. A rota é pré-programada e o caminhão tem os pontos de paradas já definidos, junto às caçambas de lixo. Os coletores não precisam entrar e sair do caminhão cada vez que o veículo se desloca.

“Existe um potencial para transformar a automação em benefícios para os clientes e para a sociedade. Nosso caminhão autônomo de lixo é uma das inovações em que estamos trabalhando no momento” disse Lars Stenqvist, diretor do Grupo Volvo.

]]>
0
Crescem as vendas a prazo http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/17/crescem-as-vendas-a-prazo-2/ http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/17/crescem-as-vendas-a-prazo-2/#respond Wed, 17 May 2017 15:38:46 +0000 http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/?p=7587 Aumento deve-se aos carros usados (+13,4%); financiamento de novos caiu 6,4%

Embora tenha apresentado uma pequena queda em abril em relação a abril do ano passado (-1,9%, 357.591 unidades), o número de financiamentos de carros está crescendo no ano: no acumulado dos quatro primeiros meses, o volume de unidades compradas a prazo subiu 5%, com 1.566.560 unidades, conforme dados da Cetip.

Nesse número estão incluídas todas as categorias de veículos: carro, caminhão, moto, novos e usados. Analisando o mercado por segmento, verifica-se também um comportamento diferente dependendo na idade do carro (novo, seminovo, meia idade e velhinhos).

Os financiamentos em abril atingiram 289,8 mil unidades, 2,2 mil a mais do que no mesmo mês do ano passado. Mas é clara a diferença do comportamento do mercado de carros novos e seminovos e dos usados mais velhos. O financiamento de carros novos caiu de 83,9 mil em abril de 2016 para 76,3 mil agora. Houve queda também no segmento dos seminovos, de 58,6 mil para 47,6 mil. Já os compradores de carros mais velhos utilizaram mais as linhas de crédito para efetuar a compra. Tanto o segmento com até oito anos de uso quanto os velhinhos tiveram aumento do número de carros comprados a prazo (veja quadro).

Os números mostram claramente que é o consumidor de menor poder aquisitivo que mais recorre ao financiamento, enquanto no segmento de carro zero aumenta o número de venda à vista. Isso ocorre mesmo com a maior facilidade de aprovação de crédito para os segmentos de carros mais novos. Observe no quadro que, mesmo entre os velhinhos, carros com mais de doze anos de uso, houve aumento de financiamento, justamente um setor onde é menor a disponibilidade de crédito e maior a dificuldade de aprovação de cadastro. Quer dizer: o aumento de financiamento está ocorrendo APESAR da grande dificuldade, o que indica a busca de alternativas para girar o mercado diante da falta de recursos do consumidor.

Já os bancos de montadoras liberaram R$ 22 bilhões para financiar a compra de veículos no primeiro trimestre, 18,4% a mais do que no mesmo período de 2016. De acordo com a Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras, o CDC (crédito direto ao consumidor) foi responsável por 50% dos negócios, o consórcio 5% e leasing 1%. O restante, 44%, foram de vendas à vista.

Veja tabelas de financiamentos de todos os veículos e por categoria

]]>
0
Gol é o segundo mais vendido na quinzena http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/16/gol-e-o-segundo-mais-vendido-na-quinzena/ http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/16/gol-e-o-segundo-mais-vendido-na-quinzena/#respond Tue, 16 May 2017 13:47:57 +0000 http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/?p=7583 Onix mantém liderança e HB20 cai para terceiro. Veja os 50 carros mais vendidos

A novidade no ranking de vendas por modelo na primeira quinzena de maio é o crescimento do Gol, que ficou em segundo lugar, atrás apenas do líder Onix. O carro da Volkswagen vendeu 4.605 unidades no período, ocupando a melhor posição depois de ter perdido, em 2013 a liderança que manteve por 27 anos.

O Onix mantém o patamar de vendas dos últimos meses, com 5.747 unidades na quinzena. O HB20 ficou em terceiro com quatro mil carros e o Ka em quarto, com 2.993.

Prisma, Corolla e Sandero aparecem em seguida e o Mobi consolida sua entrada na lista dos dez mais vendidos, ficando com o oitavo lugar na quinzena e 2.040 unidades. A picape Strada é a nona colocada e o Jeep Compass é o décimo.

Toro, HRV, Saveiro e Uno, que costumam figurar entre os dez mais, desta vez ficaram fora do pelotão de elite.

Veja o ranking dos 50 modelos mais vendidos na 1ª Quinzena de Maio

]]>
0
Alarme falso: mercado se mantém estagnado http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/16/alarme-falso-mercado-se-mantem-estagnado/ http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/16/alarme-falso-mercado-se-mantem-estagnado/#respond Tue, 16 May 2017 12:39:24 +0000 http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/?p=7581 Vendas na primeira quinzena de maio caem para menos de oito mil/dia

Os sinais de recuperação verificados em abril, quando foram registradas as melhores vendas diárias dos últimos meses (veja matéria), não estão sendo confirmados em maio.

O balanço da primeira quinzena mostra que as vendas de carros e comerciais leves estão abaixo das oito mil unidades mensais, como tem ocorrido nos últimos dois anos.

Foram vendidas 78.670 unidades no período, o que dá uma média diária de 7.867 carros.

A GM se mantém em primeiro lugar no ranking por marca, com 17,4% e 13.688 unidades, uma boa margem sobre a Volkswagen, que está em recuperação da má fase iniciada em meados do ano passado e que perdurou até março: a montadora vendeu 11.841 carros e ficou com 15,1% no período, com um crescimento excepcional do Gol, que ficou em segundo lugar no ranking por modelo, atrás apenas do líder Onix, mas desbancando o Hyundai HB20 da vice liderança. A Volks passou a Fiat, que caiu para o terceiro lugar (10.556 unidades e 13,4%).

Hyundai, com 9,9% (7.821 unidades) e Toyota (9,5% e 7.444 unidades) aparecem na quarta e quinta posições, na frente da Ford, que ficou em sexto lugar com 8,5% de participação. Honda, Renault, Jeep e Nissan completam a lista das dez mais.

Veja o ranking por marca da 1ª Quinzena de Maio

]]>
0
Bicicleta partilhada e sustentável http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/12/bicicleta-partilhada-e-sustentavel/ http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/12/bicicleta-partilhada-e-sustentavel/#respond Fri, 12 May 2017 16:39:31 +0000 http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/?p=7577 Projeto Peg Bike Re-Ciclo prevê troca de pet por créditos na locação de bicicleta; a energia das pedaladas carrega o celular

Embora as vendas de bicicleta tenham caído no mês passado (Produção de bicicleta retoma crescimento), o cenário geral para uso das magrelas no Brasil é muito favorável e o segmento que mais empolga os ciclistas é o de compartilhamento. Pesquisas indicam que a maior parte dos cidadãos deixaria de usar o carro se tivesse alternativa melhor para a sua mobilidade. Nesse sentido, o uso e o compartilhamento de bicicleta podem atender as expectativas de grande parte dos usuários.

Mais do que isso, o levantamento, feito pelo Ibop, indica que 21% dos entrevistados já andaram de bicicletas em ciclovias ou ciclofaixas e um terço deles considerou os locais seguros.

Para atender essa demanda, o Peg Bike Re-Ciclo, um projeto de mobilidade urbana 100% sustentável da empresa Trunfo, pretende dar um passo à frente em relação às ofertas hoje disponibilizadas no mercado.

A iniciativa, que tem investimento de R$ 1 milhão, fomenta a reciclagem e a qualidade de vida: os bicicletários serão formados por totens e bicicletas sustentáveis, alimentados por energia solar e que disponibilizarão wi-fi em um raio de vinte metros. As bicicletas são feitas com material de garrafas pet, têm alto desempenho e durabilidade, são mais leves e não enferrujam. As magrelas terão carregadores de celular com energia gerada a cada pedalada.

A proposta vai além do compartilhamento:
“Disponibilizaremos coletores de garrafas pet em supermercados, farmácias, postos de gasolina e outros espaços onde as pessoas poderão trocar lixo por créditos para uma nova locação de bicicleta, e as pedaladas transformadas em cestas básicas ou refeição”, disse Luciano Samarco, fundador da Agência Trunfo e idealizador do projeto.
Para ele, São Paulo está bem preparada quando o assunto é mobilidade urbana, com mais de 468 km de espaços exclusivos para ciclistas. Daí a escolha da cidade para a implantação do projeto.

]]>
0
Desfilando com o carro mais caro do Brasil http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/11/desfilando-com-o-carro-mais-caro-do-brasil/ http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/2017/05/11/desfilando-com-o-carro-mais-caro-do-brasil/#respond Thu, 11 May 2017 20:03:58 +0000 http://omundoemmovimento.blogosfera.uol.com.br/?p=7570 Empresário goiano coloca o seu Lamborghini Aventador SV de R$ 5 milhões na estrada


O Lamborghini Aventador SV foi a estrela do Dream Route, maior evento de superesportivos do Brasil realizado na semana passada em Santa Catarina e que reuniu dezenas de super esportivos e amantes da velocidade.

Único no Brasil, o Lamborghini Aventador SuperVeloce, que foi revelado durante o Salão de Genebra, possui motor 6.5 V12 de 760 cavalos de potência entregues a 8.400 rpm e 70,36 kgfm de torque. O superesportivo de luxo é 50 quilos mais leve que a versão original (ele pesa 1.525 kg) graças ao uso de muita fibra de carbono. Com um giro máximo de motor de 8.500 rpm, sua aceleração   de 0 a 100 km/h é feita em apenas 2,8 segundos, enquanto sua velocidade máxima é de 350 km/h. Custou cerca de  R$ 5 milhões. “O carro chegou recentemente e eu estava louco pra curtir. Gosto de máquinas exclusivas e a Dream Route sempre me dá a oportuniade de aproveitar ao máximo.  Esse carro é um foguete, uma espaçonave, e rodar com ele junto com  meus amigos foi espetacular”, diz o empresário Goiano Torquatto.

A aventura aconteceu no ultimo fim de semana, quando a caravana de 50 super máquinas cruzou o estado de Santa Catarina rumo à Serra do Rio do Rastro, a 370 km de Florianópolis, provocando um grande alvoroço.

O primeiro rally de luxo do Brasil e o maior evento do gênero na América Latina reuniu Ferraris, Porsches, Mercedes. Audis e muitas outras máquinas de encher os olhos.

Além do super Lamborghini,  destaque pra Ferrari Califórnia, com motor 4.2 V8 de 460 cv,  da empresária paulistana Gisele Genaro,  a primeira mulher a participar como piloto de uma edição do evento. “A Dream Route surgiu pra mim como uma oportunidade de compartilhar experiências com pessoas que curtem motor e velocidade. Esse é um assunto difícil de compartilhar com as mulheres, mas espero que isto comece a mudar”, diz.

Outro carrão que fez história no evento foi o Audi RS5 4.2 V8 de 500 cv, do médico paraguaio Wilfrido Samudio. Dr. Will Sam, como é conhecido,  veio rodando de Assunção, mais de 1,5 mil km, para participar do Rally .  “Você pode ir quando quiser a Paris, Las Vegas, Miami, Cancum, Bahamas, mas é apenas mais um na multidão. Na Dream Route você é exclusivo, você faz parte de uma família de amantes de superesportivos e isso faz toda a diferença”, completa.

Por falar em Audi, mais uma vez quem puxou o comboio foi o Audi R8 Plus plotado de polícia americana. O proprietário do carro, o empresário mineiro Afonso Leonel, o Afonsinho, é o participante número 1 do evento e sempre o primeiro a se inscrever a cada edição. “Puxar esse comboio na Serra do Rio do Rastro, eleita uma das estradas mais lindas do mundo, não tem preço”, completa.

“Foi maravilhoso, participantes de todo o Brasil e também do exterior, lugares encantadores e uma grande presença do público, que pôde curtir junto conosco estas máquinas incríveis.  Essa nossa quarta edição consolida a Dream Route como o maior evento de superesportivos do Brasil˜, afirma Vinícius Trapani, organizador do evento.

Segundo Alessandro Magno, diretor de negócios da Dream Route,  o evento, que começou em 2015 e chega agora a sua quarta edição,  segue crescendo a cada ano, mas nesta edição ganhou novas proporções.  “A Dream Route virou referência no universo dos superesportivos, uma ponte perfeita para as empresas que querem falar com esse público”, diz.  “A entrada de grandes patrocinadores mostra que estamos no caminho certo”, diz.

A Dream Route Pzero Edition contou com o patrocínio Master da Pirelli e de empresas referência nos seus segmentos como a Eurofix,  oficina especializada em carros de luxo no país;  Eurobike, primeira rede de concessionárias especializada em veículos premium do Brasil;  e Move Your Life, empresa italiana de bikes especiais que busca revolucionar o conceito de mobilidade.

]]>
0