PUBLICIDADE
Topo

Histórico

O Mundo em Movimento

Brasil é o centro da estratégia mundial da PSA

Joel Leite

30/01/2013 15h01

— Presidente da Peugeot-Citroën disse que País será fundamental para o grupo reduzir a dependência da Europa
— Philippe Varin veio a Porto Real para o lançamento do Peugeot 208, que começa a ser vendido em abril

A preocupação das montadoras europeias vai muito além da crise que afeta o continente neste momento. Afinal, crise econômica é circunstancial, uma hora dessas a economia volta a crescer – é o que todos esperam. Problema maior é o esgotamento do mercado. Os países europeus, que até há um tempo eram os maiores fabricantes e consumidores do mundo, estão sendo passados pra trás, superados pelos emergentes. No velho continente, daqui para a frente, só haverá o mercado de reposição: crescer, só no mundo emergente.

A estratégia mundial da PSA Peugeot Citroën é justamente a de aumentar substancialmente as vendas fora da Europa e, para isso, o Brasil joga um papel importante ou "fundamental", nas palavras do presidente mundial do grupo francês, Philippe Varin, no discurso que fez nesta quarta-feira na fábrica de Porto Real, durante a cerimônia de lançamento industrial do Peugeot 208, que começa a ser produzido hoje e inicia as vendas em abril no Brasil e na América Latina. A fábrica de Porto Real vai produzir 55 mil unidades do carro por ano. No fim deste ano a produção total da fábrica (somando os veículos Citroën e Peugeot) vai chegar a 220 mil carros, 70 mil a mais do que é fabricado hoje.

A PSA quer diminuir ainda mais a sua dependência do mercado europeu e ampliar a participação da Rússia, China e Brasil, os três países onde está mais investindo nesse período. Essa estratégia já vem sendo executada desde 2009. Naquele ano, o grupo tinha 24% das suas vendas fora da Europa; no ano passado as vendas externas chegaram a 38% e Philippe Varin quer aumentar as vendas fora da Europa para 50% em 2015.

"O Brasil será essencial para que possamos obter esse resultado", disse o presidente mundial da PSA. Ele avalia que potencial para crescimento não falta e enumerou o que ele considera fatores que indicam esse otimismo: 1) O Brasil tem um forte potencial, com mercados ainda em grande expansão. 2) Entram no mercado novos consumidores, que nunca tinham comprado um carro zero (esse aspecto é importante porque esses consumidores estão mais propensos a buscar uma marca nova). 3) Um mercado em crescimento exige veículos mais modernos. 4) O brasileiro busca carros mais econômicos e começa a se preocupar com as emissões de poluentes. 5) O brasileiro gosta de carros bem equipados.

Todos esses aspectos, na opinião do dirigente, estimulam a PSA a investir no País. O grupo vai destinar R$ 3,7 bilhões na sua operação no Brasil até 2015 (considerando os investimentos feitos desde 2010).

Philippe Varin disse com todas as letras: o Brasil está no centro dos nossos investimentos, da nossa estratégia e das nossas ambições.

O 208 foi apresentado apenas externamente, não foram reveladas informações técnicas do carro, que terá dois motores, um 1.5 e outro 1.6. O lançamento será dia 19 de março e o início das vendas dia 13 de abril.

Joel Leite,de Porto Real, RJ

Joel Silveira Leite

Joel Silveira Leite é jornalista e pós graduado em Semiótica e Meio Ambiente. Diretor da Agência AutoInforme, responde pelos sites AutoInforme e EcoInforme. Apresenta o Boletim AutoInforme nas rádios Bandeirantes, Band News e Sulamérica Trânsito. É colunista em várias publicações.

O Mundo em Movimento

O blog O Mundo em Movimento tem a pretensão de falar sobre vários assuntos, além do mundo do automóvel, aventurando-se a discutir política, economia, mídia, sociedade, meio ambiente, gastronomia e postando artigos de terceiros que julgar interessantes.