PUBLICIDADE
Topo

Histórico

O Mundo em Movimento

Jaguar cresce 486% e puxa o segmento de luxo

Joel Leite

13/11/2013 11h29

— Lexus, Porsche, BMW, Audi, Land Rover e Mercedes também tiveram aumentos expressivos, num ano em que as vendas estão caindo.

O mercado brasileiro deve fechar o ano sem apresentar crescimento em relação a 2012. Até outubro o balanço parcial dá conta de uma queda de vendas de 1,4% sobre o mesmo período do ano passado. Foram vendidos este ano 2.951.802 unidades, contra 2.994.243 unidades no mesmo período do ano passado.

Mas se tem um setor que não enfrenta dificuldades é o do mercado de luxo. Das 13 principais marcas de carros de luxo que atuam no Brasil, apenas duas – Chrysler e Volvo – não venderam mais do que no mesmo período de 2012. A Chrysler foi a que mais perdeu, vendendo 32% a menos e a Volvo perdeu 4,5%, caindo de 2.533 unidades em janeiro-outubro de 2012 para 2.419 este ano.

Todas as outras (veja tabela) tiveram crescimento de vendas, sendo que algumas cresceram em projeção geométrica. A Jaguar quase quintuplicou o volume de vendas: nos dez primeiros meses do ano passado a marca vendeu 45 carros no Brasil; neste ano chegou a 264, um aumento de 486%. Foi a marca que mais cresceu no Brasil este ano, considerando todas os segmentos do mercado.

luxo-1

E não foi a única a apresentar números fora de série. A Lexus cresceu 255%,vendeu 167 unidades, contra apenas 47 nos dez meses do ano passado. A Porsche passou de 500 para 941 unidades, 88% de aumento; a BMW subiu de 7.020 para 11.525 unidades, + 64%, Mercedes-Benz cresceu de 4.894 para 7.273 unidades (+48,6) e a Audi cresceu de 3.939 para 5.602 unidades (+42,2%).

Estamos falando de carros que custam R$ 200 mil, R$ 300 mil, R$ 500 mil, como um BMW Série 3, o mais vendido da BMW, que vai de R$ 130 mil a R$ 290 mil e um  Range Rover Evoque, que custa de R$ 175 mil a R$ 200 mil .

O Porsche mais vendido no Brasil, o utilitário esportivo Cayenne, custa de R$ 329 mil a R$ 619 mil e o Panamera sai por R$ 899 mil.

luxo

 

Jaguar, Lexus, Porsche, BMW, Mercedes-Benz e Audi são as seis marcas de luxo que mais cresceram nos primeiros dez meses do ano. Mas as demais também tiveram aumentos expressivos. A Land Rover, por exemplo, vendeu até outubro 8.920 unidades, graças principalmente à boa aceitação do Range Rover Evoque, responsável por 60% das vendas da marca. O aumento em relação ao mesmo período de 2012 foi de 30%.

A Jeep saltou de 2.758 no ano passado para 3.365 este ano (+22%) e a Dodge cresceu de 2.656 para 3.173 unidades (+19,5%), a Míni de 1.586 para 1.637 (+3,2%) e a Smart de 575 para 579 (0,7%).

-

Essas treze marcas de luxo colocam à disposição do consumidor brasileiro um catálogo de mais de cem modelos, que custam de R$ 55 mil a R$ 1 milhão, caso dos esportivos e dos superluxuosos, como Masseratti, Aston Martin, Ferrari, Bentley, Rools-Royce. São carros que atuam em pequenos nichos de mercado e têm uma participação desprezível do ponto de vista de volume vendido, por isso não estão incluídos no ranking.

O carro de luxo mais vendido no Brasil é o BMW Série 3, que teve 5.876 unidades de janeiro a outubro. Ele é seguido de perto pelo Range Rover Evoque, com 5.316 unidades. Só os dois disputam a liderança de vendas no segmento.

-

Veja as marcas de luxo que mais cresceram esse ano

Joel Silveira Leite

Joel Silveira Leite é jornalista e pós graduado em Semiótica e Meio Ambiente. Diretor da Agência AutoInforme, responde pelos sites AutoInforme e EcoInforme. Apresenta o Boletim AutoInforme nas rádios Bandeirantes, Band News e Sulamérica Trânsito. É colunista em várias publicações.

O Mundo em Movimento

O blog O Mundo em Movimento tem a pretensão de falar sobre vários assuntos, além do mundo do automóvel, aventurando-se a discutir política, economia, mídia, sociedade, meio ambiente, gastronomia e postando artigos de terceiros que julgar interessantes.