Topo
O Mundo em Movimento

O Mundo em Movimento

Categorias

Histórico

Compass é o carro com Maior Valor de Revenda

Joel Leite

2009-11-20T18:16:55

09/11/2018 16h55

 SUV da Jeep perde apenas 7,3% depois de um ano. Veja os carros certificados em todas as categorias
O Compass, utilitário esportivo da Jeep, foi o campeão geral da 5ª edição do Selo Maior Valor de Revenda, certificação feita pela AutoInforme em parceria com a Textofinal de Comunicação e que reconhece os carros que menos perdem o preço após um ano de uso. O modelo registrou um índice de depreciação de apenas 7,3%, o que faz do Compass o carro que menos perde valor no mercado brasileiro.O Estudo foi feito com base na cotação da Molicar/KBB, observando outras cotações do mercado, assim co mo sites de classificados de automóveis. Foram considerados 110 modelos de 24 marcas, sendo que onze delas receberam a certificação.

A cerimônia de entrega das certificações foi realizada nesta sexta-feira, dia 9 de novembro, no São Paulo Expo, durante o Salão do Automóvel 2018, com a presença de dirigentes da indústria automobilística e representantes de entidades do setor.

Além do campeão geral, representantes de 18 categorias receberam a certificação Maior Valor de Revenda

Cinco carros receberam o Selo pela quinta vez seguida em suas categorias:

Chevrolet Onix, na categoria hatch compacto, com depreciação de 9,3%

Volkswagen Golf, na categoria hatch médio, com índice de 11,0%

Honda Fit, na categoria minivan/monovolume, com índice de 10,4%

Toyota Hilux, na categoria picape média, com índice de 10,9%

Toyota Corolla, sedã médio, com índice de 10,0%.

Destaque para a picape Hilux, que baixou o índice de depreciação de 14,2% em 2017 para 10,9% este ano.

Além das marcas ganhadoras, foram analisados modelos das marcas Audi, Chery, Citroën, JAC, Kia, Lifan, Nissan, Peugeot, Subaru e Suzuki.

Neste ano duas marcas ganharam pela primeira vez esta certificação: a Renault obteve o Selo na categoria de entrada, com o Kwid, que obteve uma depreciação de apenas 8,4% e a Míni ganhou na categoria hatch premium, com o Mini Cooper, que obteve 11,2% de depreciação.

Quatro dos vencedores desta edição pioraram suas posições em relação à quarta edição do estudo, com índices de depreciação maiores: Ônix (de 9,2% para 9,3%), Toro (de 9,3% para 11,6%), Corolla (de 9,3% para 10,0%) e Prius (de 11,3% para 12,7%).

Outros oito modelos evoluíram, como o Golf, que tinha 12,0% e agora tem 11,0% de depreciação), perua Golf de 15,9% para 12,0%, Saveiro de 11,8% para 10,1%, a Hilux de 14,2% para 10,90%, o City de 10,3% para 8,3%, o Compass, campeão geral, de 9,1% para 7,3%, o XC60 de 15,2% para 12,7% e o SW4 de 12,7% para 11,1%.

O Fusion manteve o índice de depreciação de 14,5%.

Nada menos do que 17 carros registraram um índice abaixo de 10%. Este ano, contra apenas oito no ano passado, o que mostra que, de uma maneira geral, os índices melhoraram significativamente

Veja lista dos carros de maior valor de revenda do Brasil

Joel Silveira Leite

Joel Silveira Leite é jornalista e pós graduado em Semiótica e Meio Ambiente. Diretor da Agência AutoInforme, responde pelos sites AutoInforme e EcoInforme. Apresenta o Boletim AutoInforme nas rádios Bandeirantes, Band News e Sulamérica Trânsito. É colunista em várias publicações.

O Mundo em Movimento

O blog O Mundo em Movimento tem a pretensão de falar sobre vários assuntos, além do mundo do automóvel, aventurando-se a discutir política, economia, mídia, sociedade, meio ambiente, gastronomia e postando artigos de terceiros que julgar interessantes.