Topo
O Mundo em Movimento

O Mundo em Movimento

Categorias

Histórico

Das grandes, Volkswagen foi a que mais cresceu

Joel Leite

04/01/2019 18h20

Montadora vendeu 34,9% a mais que em 2018; maior crescimento foi da Caoa-Chery: 131,4%

Com 366.930 unidades licenciadas no mercado interno, a Volkswagen foi a única das chamadas "grandes" que cresceu acima da média do mercado no ano passado. Enquanto as vendas totais tiveram um aumento de 13,7% (veja matéria), a marca alemã vendeu 34,9% a mais do que em 2017.

O bom desempenho da Volkswagen se deveu principalmente ao sucesso do Virtus e do Polo, que, juntos, venderam 111.224 carros no ano: foram 41.640 Virtus e 69.584 Polo. O Tiguan também teve um ótimo desempenho, com 5.773 unidades vendidas.

A Amarok também teve um desempenho expressivo, contribuindo para o sucesso da marca em 2018: vendeu 18.767 unidades, com crescimento de 56,8%, enquanto Saveiro (+8,1%) e Gol (+5%), embora não tenham acompanhado o crescimento do mercado (13,7%), contribuíram com o bom desempenho da marca pelo grande volume de vendas.

Entre os modelos que venderam em 2018 menos que 2017, o destaque negativo é o Up, que perdeu 39,8%. Fox (-9%) e Voyage (-19,9%) também perderam em relação ao ano anterior.

Veja abaixo a lista dos carros da Volkswagen em 2018, o volume de vendas e a evolução de cada um em relação a 2017.

Considerando todas as marcas com vendas acima de 1.000 unidades no ano, o maior crescimento foi registrado pela Chery/Caoa Chery, com alta de 131,4% após a compra da marca chinesa pela brasileira Caoa. A nova marca vendeu 8.640 unidades no ano, contra apenas 3.734 em 2017.

A Volvo também teve um crescimento excepcional, 95,5%, com vendas de 6.836 carros, assim como a Jaguar (44,8% e 1.817 unidades) e a Kia (39% e 11.719 carros).

Renault, Nissan, Porsche, Jeep e Iveco, com seus utilitários, também cresceram acima da média do mercado. A Renault, com seus 214.929 carros vendidos, registrou um aumento de 28,6%, seguido pela Porsche (24,7%), que licenciou 1.479 carros de luxo. A Nissan cresceu 23,7% (97.512 unidades) e a Jeep 21,3% (106.969).

Outras 14 marcas tiveram aumento de vendas em 2018, mas com índices inferiores à média do mercado, ou seja: aumentaram as vendas em números absolutos, mas perderam participação. Entre elas, a Fiat, que vendeu 325.765 unidades (+11,8%), a GM (434.398 unidades (+10,2) e a Ford, que cresceu 9,5% com 226.453 carros comercializados.

Cinco marcas, no entanto, tiveram um desempenho ainda pior: além de não ter acompanhado a evolução do mercado, venderam um volume inferior ao de 2017. A Lifan teve o desempenho mais inexpressivo: vendeu apenas 2.313 carros, ou 29,5% a menos do que no ano anterior.

A Troler perdeu 4%, a Citroën 9,8%, a Peugeot 11,8% e a Audi 12,4%.

Onze marcas de carros e comerciais leves não atingiram o volume de 1.000 unidades em 2018, por isso não foram objeto de comentários, mas algumas delas tiveram crescimento expressivos, caso da Ssangyong, que iniciou as operações em 2018 e, portanto não tinha base de comparação. A marca coreana vendeu apenas 92 unidades, mas cresceu 513,3%. RAM (103,6%), Ferrari (59,1%), BYD (50%) e Lexus (18,8%) também cresceram acima da média do mercado, ganhando participação. Já a Maserati (-25,9%) e a Subaru (-29%), tiveram quedas expressivas de vendas no ano passado.

Veja o comparativo de vendas por marcas
2017 x 2018

Joel Silveira Leite

Joel Silveira Leite é jornalista e pós graduado em Semiótica e Meio Ambiente. Diretor da Agência AutoInforme, responde pelos sites AutoInforme e EcoInforme. Apresenta o Boletim AutoInforme nas rádios Bandeirantes, Band News e Sulamérica Trânsito. É colunista em várias publicações.

O Mundo em Movimento

O blog O Mundo em Movimento tem a pretensão de falar sobre vários assuntos, além do mundo do automóvel, aventurando-se a discutir política, economia, mídia, sociedade, meio ambiente, gastronomia e postando artigos de terceiros que julgar interessantes.