PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Renault pode ser vítima do coronavírus

Joel Leite

25/05/2020 17h24

 

A Renault interrompeu a produção em suas 12 instalações na França em meados de março, retomando as operações na maioria das fábricas neste mês.

Mas é uma retomada parcial, não suficiente para superar as dificuldades da empresa, que poderá ser vítima fatal do coronavírus.

A montadora francesa pode fechar as portas e encerrar uma história centenária, que completa 122 anos de operação na França e em outros 15 países, inclusive no Brasil, onde mantém uma fábrica em São José dos Pinhais, no Paraná.

O fim da empresa, que pertence ao governo francês, foi considerado pelo ministro das finanças da França, que anunciou uma ajuda financeira de R$ 30 bilhões para que a montadora mantenha as operações e assim preserve os empregos dos seus funcionários.

A marca francesa tem investido nos carros elétricos nos últimos anos, com destaque para o Zoe, que também é vendido no Brasil.

Joel Silveira Leite

Joel Silveira Leite é jornalista e pós graduado em Semiótica e Meio Ambiente. Diretor da Agência AutoInforme, responde pelos sites AutoInforme e EcoInforme. Apresenta o Boletim AutoInforme nas rádios Bandeirantes, Band News e Sulamérica Trânsito. É colunista em várias publicações.

O Mundo em Movimento

O blog O Mundo em Movimento tem a pretensão de falar sobre vários assuntos, além do mundo do automóvel, aventurando-se a discutir política, economia, mídia, sociedade, meio ambiente, gastronomia e postando artigos de terceiros que julgar interessantes.