PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Vendas em recuperação, mas defasagem ainda é grande

Joel Leite

18/09/2020 13h51

1ª quinzena de setembro registra quase 100 mil licenciamentos; no ano a queda é de 34%

Com quase 100 mil carros licenciados, a primeira quinzena de setembro mantém um ritmo crescente de vendas, num sinal de que o setor se recupera gradativamente do choque causado pela pandemia do coronavírus.

Foram comercializados exatamente 98.896 carros e comerciais leves, o que representa um aumento de 16% sobre a primeira quinzena de agosto, que fechou com 85.246.

A venda diária, informação que melhor indica o movimento do mercado, foi a segunda mais alta durante a pandemia. Com 8.241 carros por dia, o resultado só perde para agosto no período. Veja quadro.

Mas o volume de negócios ainda é fraco: a primeira quinzena de setembro teve queda de 15% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram licenciados 112.208 carros.

No acumulado do ano a defasagem é ainda maior: com apenas 1.198.866 unidades até agora, o resultado é 34% inferior ao comercializado no ano passado: 1.824.304.

Fiat na frente

Com 18.789 carros vendidos, a Fiat assume provisoriamente a liderança do mercado, com 19% de participação. A marca italiana colocou três modelos entre os dez mais vendidos: além da Strada, que segue na vice-liderança, o Argo ficou em sétimo lugar e o Mobi em nono. A GM ficou com a segunda posição, com 17,2% e a Volkswagen em terceiro, com 16,7%.

Veja a lista das dez marcas mais vendidas na primeira quinzena de setembro

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Joel Silveira Leite

Joel Silveira Leite é jornalista e pós graduado em Semiótica e Meio Ambiente. Diretor da Agência AutoInforme, responde pelos sites AutoInforme e EcoInforme. Apresenta o Boletim AutoInforme nas rádios Bandeirantes, Band News e Sulamérica Trânsito. É colunista em várias publicações.

O Mundo em Movimento

O blog O Mundo em Movimento tem a pretensão de falar sobre vários assuntos, além do mundo do automóvel, aventurando-se a discutir política, economia, mídia, sociedade, meio ambiente, gastronomia e postando artigos de terceiros que julgar interessantes.